"Couro" de cacto, o novo tecido ecológico!


Dois jovens mexicanos inovaram ao conseguir criar um "couro" de uma planta muito comum em seu país, o cacto. Um tecido livre de crueldade animal, livre de produtos químicos tóxicos e parcialmente biodegradável.

Adrián López Velarde e Marte Cázarez utilizam a espécie Opuntia ficus-indica, uma família de cactos que não precisa de irrigação, possui espinhos muito pequenos e é resistente ao frio, o que nos permite garantir uma produção contínua de matéria-prima ao longo do ano.

“Cortamos as pencas maduras, sem matar a planta, para serem limpas e esmagadas. Posteriormente, são secas ao sol por três dias consecutivos. O processo seguinte é refinar a trituração até atingirmos um nível adequado de pulverização. Então, para esse pó, uma proteína presente no cacto é extraída por meio de um método de congelamento. Finalmente, é feita uma mistura (que patenteamos) entre esse extrato e o pó de cacto, entre outros aditivos naturais que nos permitem fazer a ligação molecular entre a química sintética e orgânica, preservando o desempenho, a estética e a qualidade do material a ser fabricado”.

A mistura obtida em todo esse processo pode ser agregada ao algodão ou poliéster reciclado e até uma mescla destas substâncias. Os pigmentos também podem ser de origem vegetal!




Após dois estudos e vários testes, entre falhas e erros com os cactos, finalmente, no último mês de julho, as primeiras execuções bem-sucedidas do material foram obtidas. Nasceu a marca Desserto, fabricante da pele de cacto orgânica, livre de ftalatos e livre de PVC.

O produto é super resistente e tem durabilidade mínima de 10 anos. Ainda pode ser personalizado de acordo com o gosto e as necessidades de cada cliente em espessura, cores, texturas, suportes, resistência ao rasgo e à tração, flexibilidade, entre outras exigências do mercado.

A pele vegana foi lançada oficialmente na exposição Lineapelle, em Milão, no início de outubro. “A recepção do nosso material tem sido bastante positiva em todo o mundo. Confirmamos que as indústrias têm um interesse genuíno em contribuir para o cuidado ambiental. Atualmente, estamos trabalhando em projetos importantes na indústria da moda, calçados, automotivo e até aeronáutica”, revela López.




13 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

         

         Frete grátis

  para Região Sudeste 

    acima de R$200

            Cupom:                    FRETESUDESTE